FUP cobra paralização de hibernações durante a pandemia do COVID-19

Mais uma vez, na reunião virtual com a Petrobrás, realizada no dia 22/05, a Federação Única dos Petroleiros solicitou à gerência que pare o processo de hibernação da companhia durante o estado de calamidade em que o Brasil se encontra devido à Pandemia do COVID-19.

Além do descumprimento do Acordo Coletivo de Trabalho, sobre a comunicação prévia com as entidades sindicais prevista na cláusula 41, que trata sobre o Excedente de Pessoal, onde prevê em seu Parágrafo 1º que “a Companhia comunicará as Entidades Sindicais, com antecedência, as ações de mobilização de empregados de sua base para outras regiões”, a empresa também descumpre a Nota Técnica 06/20 do Ministério Público do Trabalho onde diz que a empresa deve “promover medidas para a não realização de transferências de empregados para outras localidades enquanto não houver sinalização das autoridades sanitárias de que estão sendo reduzidos os riscos e efeitos da pandemia da doença infecciosa COVID-19”.

A FUP reforça a falta de preocupação com as pessoas por parte da empresa. E fica mais uma vez evidente sua política de lucros para seus acionistas e morte para seus empregados. A maior empresa do país está sendo destroçada por um governo entreguista e genocida. Não aceitaremos.

Fonte:FUP