Conselho Deliberativo da FUP encaminha realização de assembleias para avaliar proposta do ACT

O Conselho Deliberativo da Federação Única dos Petroleiros (FUP) se reuniu em Curitiba na terça-feira (1) e na quarta-feira (2) para avaliar a resposta da Petrobrás ao Tribunal Superior do Trabalho (TST) e formular as próximas estratégias para a campanha reivindicatória da categoria.

Após um intenso processo de debate, os representantes dos sindicatos da FUP decidiram preservar os valores democráticos que guiam a atuação sindical dos petroleiros.

Sendo assim, o Conselho optou por realizar assembleias para que os trabalhadores do Sistema Petrobrás avaliem a proposta de ACT apresentada pela vice-presidência do TST no dia 19 de setembro.

Em documento enviado ao TST na terça-feira (1), a FUP comunica que os encontros devem ser realizados até o dia 22 de outubro e, em decorrência dessa programação, solicita que o atual ACT permaneça vigente até essa data.

O período de negociação foi marcado por diversas posturas intransigentes da direção da Petrobrás, que se manifestou contra a possibilidade de prorrogação do processo de mediação que ela iniciou e se negou a estender a vigência do atual ACT.

Com a decisão do Conselho Deliberativo de levar o debate sobre o ACT à categoria, essa postura autoritária deve se intensificar.

O momento é de união entre os petroleiros e petroquímicos e de resistência aos episódios de assédio moral e práticas antissindicais que as gerências de unidades da Petrobrás devem protagonizar contra os trabalhadores nos próximos dias.

O calendário de assembleias deve ser divulgado em breve. O Sindiquímica-PR reforça a importância da participação de todos e todas nesse importante momento da campanha reivindicatória da categoria.

Vamos mostrar para o Governo Federal e para a gestão da Petrobrás que os trabalhadores vão lutar com todas as forças pela manutenção de seus direitos!

Fonte: Sindiquímica-PR