Mulheres petroleiras se articulam por direitos e em defesa do Sistema Petrobrás

Durante as rodadas de julho de negociação do Acordo Coletivo de Trabalho, as mulheres diretoras da FUP e da FNP reuniram-se para pensar formas de articulação, mobilização e luta conjunta em defesa da Petrobrás e das trabalhadoras e trabalhadores.

A reunião foi uma iniciativa das petroleiras em uma conjuntura de ataques ao povo brasileiro, como o corte nas verbas dos serviços públicos e a reforma da Previdência. Vários dos ataques atingem diretamente as trabalhadoras, como o corte de verbas para as creches,  para os programas de saude e de combate à violência contra a mulher, redução do valor de benefícios previdenciários entre outros. Até o direito de interromper uma gravidez em caso de estupro, através da PEC 181, foi pauta do Congresso Nacional.

Os desafios para as mulheres nas entidades sindicais também foram pauta do rápido e produtivo encontro que já apontou para novos encontros entre mulheres das Federações e sindicatos, envolvendo também as petroleiras de base.

Fonte: FUP e FNP