Nenhum direito a menos: petroleiros participam de Congresso da CNQ/CUT

A FUP e seus sindicatos participam em São Paulo do VIII Congresso da Confederação do Ramo Químico da CUT (CNQ). O evento foi aberto na manhã desta quarta-feira, 12, e prossegue até sexta-feira, 14, no Espaço Hakka, localizado no bairro da Liberdade.

Em sua saudação aos congressistas, o coordenador da FUP, José Maria Rangel, denunciou o desmonte do Sistema Petrobrás e a desregulamentação do setor, que vem sendo feita pelo governo golpista, destacando que o eixo principal do golpe sempre foi o pré-sal e a privatização da estatal petroleira. “Por mais que nós petroleiros nos esforcemos para barrar a entrega da Petrobrás, junto com os movimentos sociais, essa é uma luta que nós não vamos vencer sozinhos. Ou todos se atentam para o que representa a Petrobrás ou vamos perder a empresa para o capital internacional”, enfatizou.

As mesas de debates contam com importantes lideranças políticas e sociais, entre as quais, o Jaques Wagner, Guilherme Boulos, Valter Sanches, Renato Rovai e Gilmar Mauro. O evento também marcará os 25 anos da Confederação, que inicia agora um processo de transição para CNRQ-CUT, que obteve sua carta sindical em 2015.

“Será um momento de reflexão sobre os enormes desafios que se apresentam aos trabalhadores e trabalhadoras do ramo químico e aos movimentos sindical e social em geral, mas também de celebração dos 25 anos de luta do ramo químico da CUT, organizado em âmbito nacional”, destaca a presidenta da CNQ, Lucineide Varjão.

“Estamos trabalhando para realizar um congresso expressivo, com delegações de todo o país que terão o compromisso de eleger a nova direção e elaborar o plano de lutas do próximo mandato. E queremos que seja um momento agradável, que toque nossos corações e reforce os laços de solidariedade e companheirismo da classe trabalhadora”, pontua.

As mesas de debate estão sendo transmitidas ao vivo pela TVT e poderão ser acompanhadas pelo website da entidade e pelas redes sociais.

Confira a programação:

Dia 12 de julho – quarta-feira

9h – Abertura

Mesa Análise de Conjuntura com o ex-governador Jaques Wagner

14h30 – Balanço do Mandato

16h – Mesa Macrossetor Indústria da CUT

17h – Eleição e posse da nova direção

20h – Coquetel e Jantar de Celebração dos 25 anos da CNQ-CUT

Dia 13 de julho – quinta-feira

9h – Mesa sobre as Políticas do Governo Temer com Denise Gentil (UFRJ) e ex-ministro Miguel Rosseto

14h30 – Mesa sobre Formação Sindical, com Rosane Bertoti (CUT) e a educadora Cleoci Machado

16h – Mesa sobre a Organização do Ramo Químico e Políticas Sindicais em âmbito internacional e nacional, com Valter Sanches (IndustriALL Global Union) e Ari Arolaudo (CUT)

Dia 14 de julho – sexta-feira

9h – Mesa Comunicação Sindical e Social, com Renato Rovai (Revista Fórum)

11h – Mesa Relação Movimento Sindical e Movimentos Sociais, com Guilherme Boulos (MTST), Gilberto Cervinski (MAB) e Gilmar Mauro (MST)

14h30 – Plano de Lutas

17h – Ato de encerramento

 Fonte: FUP