MP do Trilhão será votada no Senado nesta terça-feira (12)

Em 6 de dezembro, a Câmara dos Deputados concluiu as votações da Medida Provisória (MP) 795/2017, que concede benefícios fiscais a multinacionais na exploração, desenvolvimento e produção de petróleo e de gás natural.

Por 208 votos a 184, a MP foi aprovada pelos deputados e segue para a votação no Senado, que realizará a sessão deliberativa nesta terça-feira (12). A medida está em vigor desde agosto e precisa da aprovação do Congresso Nacional para continuar valendo até 2040.

As isenções fiscais também envolvem a importação de equipamentos empregados nas atividades, causando uma perda de cerca de R$ 1 trilhão para a União nos próximos 25 anos – por isso a medida foi chamada de MP do Trilhão.

Acentuando as consequências do desmonte da Petrobrás, essa medida também pode causar a eliminação de 1 milhão de empregos no setor de equipamentos de óleo e gás, causando um dano bastante significativo para a população brasileira.

Para o diretor do Sindiquímica-PR Sérgio Luiz Monteiro, a MP do Trilhão beneficia diretamente as indústrias multinacionais em um crime contra os interesses nacionais. “Esperamos que ela não seja aprovada nessa votação, pois causará um prejuízo irreparável para o Brasil”, destacou.

Fonte: Sindiquímica-PR