Fórum de Defesa da Petrobrás é oficialmente lançado no Paraná

Na noite da última quinta-feira (13), o Sindiquímica-PR participou do início de uma nova fase na luta contra a venda de refinarias no estado e o desmonte do sistema Petrobrás em todo o país. Nessa data, foi lançado oficialmente o Fórum paranaense de Defesa da Petrobrás, em um ato realizado no prédio histórico da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

O evento contou com a participação de integrantes da Frente Parlamentar mista em defesa da Petrobrás, centrais sindicais, movimentos sociais, estudantes e o Sindicato dos Petroleiros de Paraná e Santa Catarina (Sindipetro PR/SC), que coordena a iniciativa.

De acordo com o diretor do Sindiquímica-PR Santiago da Silva Santos, o Fórum representa um novo espaço de denúncia e organização coletiva contra a política de entrega do patrimônio nacional ao capital financeiro.

“O Fórum é uma proposta que já foi implantada em outros estados e agora chega ao Paraná para fomentar os debates específicos em defesa das unidades da Petrobrás no estado, incluindo a Araucária Nitrogenados. As investidas do Governo Federal para privatizar o que é do povo estão se intensificando cada vez mais, e essa organização irá desempenhar um papel primordial para fortalecer a luta contra o desmonte do sistema Petrobrás”, explicou Santiago.

O ato de lançamento foi realizado no mesmo dia em que o processo de venda de parte da Transportadora Associada de Gás S.A. (TAG) foi concluído. Agora, 90% da subsidiária pertence ao conglomerado francês Engie e a um fundo canadense.

O Fórum já tem pela frente o desafio de desarticular o projeto de venda de pelo menos 8 refinarias da estatal, anunciado pelo Governo Bolsonaro em abril deste ano.

Fonte: Sindiquímica-PR