Em 12 de julho, trabalhadores vão às ruas em novo dia de luta contra a Reforma da Previdência

O próximo dia nacional de luta contra a Reforma da Previdência já está decidido. As centrais estão convocando um grande ato unificado para o dia 12 de julho. Além da defesa das aposentadorias, o movimento também irá incorporar outras pautas, como a criação de políticas públicas para a geração de empregos e a valorização da educação pública.

Nesse dia de mobilização, as entidades sindicais irão recolher assinaturas para o abaixo-assinado contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019. O documento será entregue ao Congresso Nacional no dia 13 de agosto.

Segundo o diretor do Sindiquímica-PR, Santiago da Silva Santos, a categoria estará nas ruas e na luta novamente no dia 12. “Nós viemos de uma Greve Geral que mobilizou milhões de trabalhadores no país. Agora, não podemos baixar a guarda. Foi essa garra que barramos a Reforma de Temer em 2017, e é com ela que defenderemos a Previdência Social em 2019”, ressaltou.

Voltaremos às ruas em defesa das aposentadorias e contra o projeto de manutenção dos privilégios das elites promovido pelo Governo Bolsonaro. Fortaleça a mobilização e vamos juntos barrar a Reforma da Previdência!

Fonte: Sindiquímica-PR