Nem vem que não tem

Os sindicatos filiados à Federação Única dos Petroleiros realizaram atos em suas bases contra o anúncio feito na última semana pelo atual presidente da Petrobrás sobre a venda de oito refinarias do Sistema.

O recado está dado. Nem vem com essa, Castello Branco, de que se vender a maior empresa do país a vida do povo vai melhorar. Conta pra gente, como vai baixar o preço dos combustíveis se o senhor está entregando pros gringos pra depois comprar de volta o que já era nosso?

Este discurso é uma mentira do atual presidente da Petrobrás, quando afirma que haverá concorrência com a venda das refinarias e que isso barateará os preços dos combustíveis. A Petrobrás já pratica a paridade internacional, como uma empresa privada. Por isso o preço dos combustíveis não para de aumentar.

“A privatização não se trata de uma simples concorrência, o máximo que vai acontecer é a formação de um cartel, onde o preço dos derivados será combinado entre as 8 empresas que comprarem as refinarias e isso não garantirá que o preço dos combustíveis vá baixar”, afirma o coordenador geral da FUP, José Maria Rangel.  “Pelo contrário, o governo deixa de ter responsabilidade sobre as refinarias privatizadas, onde não há nenhum tipo de compromisso com o controle de preços, ao contrário do que acontece em uma empresa estatal que tem o governo federal como responsável por controlar preços e responder à sociedade”.

Fonte: FUP