Sindiquímica conquista reintegração de trabalhador

Em audiência pública realizada no dia 17 de maio, a 1ª Vara do Trabalho de Araucária decidiu manter a tutela de reintegração de um trabalhador que foi afastado injusta e arbitrariamente de seu trabalho na Ultrafértil.

Depois de muita luta realizada pelo Sindiquímica, a decisão estipulou um prazo de 48 horas para a efetivação do trabalhador, sob pena de multa diária no valor de 10 mil reais, revertida ao autor. No dia 26, a determinação finalmente foi cumprida pela empresa e o trabalhador pôde voltar ao seu posto.

O trabalhador, que fazia parte da Comissão para Negociação da Participação nos Lucros e Resultados, foi demitido no final do ano passado, numa ação de obstrução por parte da Ultrafértil. Já na ocasião, o sindicato entrou com um pedido de reintegração que foi aprovado na Justiça, mas não foi cumprido pela empresa.

Fonte: NULL